Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/dermatologistaca/public_html/adm/includes/adodb/drivers/adodb-mysql.inc.php on line 349
Confira o tratamento para acne disponível na Dra. Daniela Rodrigues

BLOG

Acne [+]

É uma doença de pele muito frequente, que acomete a maior parte dos adolescentes, mas também pode acometer recém nascidos e adultos, principalmente nas mulheres.

Na adolescência, as principais modificações que ocorrem na pele estão relacionadas à atividade hormonal que se inicia nessa fase. São os hormônios sexuais, que começam a ser produzidos na puberdade. A acne acomete principalmente a face, mas também as costas, ombros e peito. Esses hormônios são os andrógenos e estrógenos e são produzidos tanto pelos ovários (mulher) e testículos (homem) como pelas glândulas suprarrenais (duas pequenas glândulas situadas sobre os rins) em ambos os sexos. São os andrógenos os responsáveis pelo início do funcionamento das chamadas glândulas sebáceas que são mais ativas na face, peito, costas e couro cabeludo. Essas glândulas estão presentes desde o nascimento, mas são inativas até a puberdade, época em que, em pessoas com predisposição genética, desencadeia mudanças relacionadas ao conteúdo de gordura (secreção sebácea) da pele e do couro cabeludo.

A ACNE NÃO É CONTAGIOSA E NÃO SE RELACIONA À SUJEIRA DA PELE OU DO SANGUE.

Devido a trazer estigmas, principalmente na adolescência, a acne deve ser tratada o mais precocemente possível. Não se deve tomar mais a postura de não se preocupar e não tratar a acne por ser considerada “própria da idade”, “de desaparecimento espontâneo com o tempo” ou “de não ser doença”. Além do mais, pode deixar cicatrizes inestéticas e deformantes.
Fatores que podem levar a piora: estresse, período menstrual, certos medicamentos como os corticoides, exposição exagerada ao sol, contato com óleos, graxas ou produtos gordurosos, época do ano (pode piorar no inverno) e, principalmente, ao hábito de mexer nas lesões (“espremer cravos e espinhas”).

Cuidados: higiene adequada da pele com um produto de limpeza indicado. A limpeza excessiva da pele é prejudicial como um todo (irrita a pele) e pode piorar a acne. As lesões não devem ser manipuladas, pois isso pode levar ã infecção e cicatrizes.
Apesar de não ser recomendada nenhuma dieta de restrição, alimentos como leite e carboidratos podem levar a piora do quadro quando ingeridos em excesso.
Exposição solar exagerada acarreta piora do quadro.

Tratamento: a acne tem tratamento e pode ser curada ou controlada. O tratamento vai variar de acordo com a sua gravidade e localização e em função de características individuais, podendo ser feito apenas com tratamento tópico local, quanto por via oral ou combinação de ambos.
A limpeza de pele, quando bem indicada pelo dermatologista e bem executado por esteticista treinado, pode ser um ótimo complemento do tratamento de algumas formas de acne. Da mesma forma, os chamados “peelings” ou esfoliações químicas podem ser úteis como COADJUVANTES ao tratamento. Procure o seu dermatologista.

Em formas leves o tratamento pode ser apenas local, com inúmeros produtos existentes no mercado isolados ou combinados. Quando o quadro não evolui bem, associa-se o tratamento por via oral, utilizando-se antibióticos específicos, sempre associados ao tratamento local. O tratamento hormonal, com anticoncepcionais orais, é sempre útil para as mulheres, desde que não existam contraindicações. Quando não há uma boa resposta aos tratamentos anteriores e se percebe uma tendência para cicatrizes ou um importante impacto negativo na qualidade de vida, deve ser indicada, o mais precocemente possível e desde que não existam contraindicações, a isotretinoína oral, mesmo em casos moderados. Porém, esta droga é absolutamente contraindicada quando há possibilidade de gravidez, porque pode causar danos graves ao feto. Os efeitos colaterais mais comuns são os que acontecem na pele e mucosas (ressecamento dos lábios, nariz, olhos, pele do corpo), aumento do colesterol, triglicerídeos e enzimas hepáticas. Portanto, são necessários exames de sangue antes e durante o tratamento. Não existem riscos para gestações no futuro. Seu Dermatologista conhece todos os detalhes sobre esta droga e o acompanhamento é fundamental.

Além disso, alguns procedimentos complementares que ajudam no controle da acne são: extração de “cravos”, drenagem de abscessos, infiltração com corticoides em lesões nodulares muito inflamadas ou em cicatrizes elevadas, peelings químicos, microdermabrasão, alguns tipos de laser e luzes.


 
VOLTAR
Daniela Rodrigues Dermatologia © 2015.